Prof. Antônio Vilela Júnior

Imagem


 

O Prof. Antônio Vilela de Olivieira Júnior, nasceu em Aparecida-SP, no dia 26 de agosto de 1863 e falecido aos 24 de junho de 1919. Filho de Antonio Vilela de Oliveira (1828-1896) e de Maria Jesuína da Conceição Vilela.

Eram seus avós paternos o Pe. Manoel Antonio Rodrigues Villela e Rita Maria da Conceição Lustosa;

Os avós maternos eram Joaquim Ribeiro de Assis, que participou do movimento para elevação da Capela de Aparecida à condição de Freguesia, e de  Jesuína Maria da Conceição (1812-1893).

Irmão de Rita de Cássia Villela da Costa (1860-1962), nascida e falecida em Aparecida e aí casada com José Firmino Pereira da Costa, com descendência grande em Aparecida e Guaratinguetá.

Sobrinhos:

1. Maria Norbertina Villela da Costa, nascida aos ???-1890, em Aparecida-SP, e aí falecida aos 24-01-1971. Casada, em 1909, em Aparecida-SP, com Rafael Guarino, nascido por 1883 em Avelino (Itália), e falecido, em Aparecida-SP, aos 25-01-1971, filho de Vicente Guarino e Maria Astuta, falecidos em Aparecida-SP. Pais de: Maria Aparecida da Costa Guarino (1911-1972), farmacêutica.
2. Maria Villela da Costa, nascida aos 15-11-1891, em Aparecida-SP, e aí falecida aos ???. Casada em Aparecida-SP, aos 25-09-1920, com Domingos Braga Filho, viúvo de Maria Luiza Barreto e nascido aos 04-04-1889, em Mar de Espanha-MG, filho de Domingos Braga e de Mathilde Machado Braga. Pais de: Domingos Sávio e Maria Aparecida.
3. Marieta Villela da Costa, nascida aos 13-04-1893, em Aparecida-SP, e aí falecida aos ???. Casada aos 27-12-1919, em Aparecida-SP, com Júlio Machado Braga, nascido ao 01-07-1892, em Sorocaba, filho de Domingos Braga e de Mathilde Machado Braga. Pais de: Maria Stella, Júlio, José, Mathilde, Felicidade de Lourdes, Rita de Cássia, Guido e Geraldo Machado Braga.
4. José Bernardes Filho, “Juca Bernardes”, nascido aos 21-09-1895, em Aparecida-SP e aí falecido, solteiro, aos 07-03-1972, professor normalista e farmacêutico.
5. Maria Alice Villela da Costa, nascida aos 26-05-1899, em Aparecida-SP, com Adhemar Galvão de França Rangel, fazendeiro, filho de Joaquim Galvão de França Rangel e de Maria Benedita Marcondes dos Santos. Pais de: Marília Galvão, Maria Helena Galvão, Marina Galvão, Maria Heloísa Galvão, Maria Alice Galvão e José Adhemar Galvão.
6. Maria Enedina Villela da Costa, nascida em Aparecida-SP, aos 14-05-1902.

 Após fazer seus estudos secundários, trabalhou na Estrada de Ferro D. Pedro II, depois Central do Brasil, no cargo de telegrafista. Posteriormente, iniciou o curso de Professor Normalista na Escola Normal de São Paulo, onde se diplomou, em 1886, com 23 anos.

Em 1887, já trabalhava na Escola Normal de Socorro-SP. Em seguida, organizou o 1º Grupo Escolar Estadual na cidade de Amparo, sendo seu primeiro Diretor.

De 04 de maio de 1911 a 04 de maio de 1915, por exatos quatro anos, foi o 5º Diretor da Escola Normal de Guaratinguetá-SP, depois Instituto de Educação “Conselheiro Rodrigues Alves”.

O prédio da referida escola sofreu um incêndio em 1916, desaparecendo seus arquivos, o que impede a obtenção de mais informações. Sabe-se, entretanto, que por sua dedicação e inteligência granjeou a confiança e amizade de professores, alunos e funcionários. Ali desenvolveu intenso trabalho tendo ampliado a biblioteca da escola e instalado o laboratório de ciências físicas e naturais.

De Guaratinguetá, no mesmo ano de 1915, veio para cá, para dirigir a Escola Normal de Campinas, hoje Carlos Gomes, onde permaneceu até o falecimento. 

Por seus inestimáveis serviços à causa da educação e da assistência social, o emérito educador teve seu nome lembrado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo para a denominação do Grupo Escolar da Vila Industrial, aqui em  Campinas, a 15 de fevereiro de 1945.

 

 

Imagem
5. Grupo Escolar da Vila Industrial, em 1920.

 

 

 

   

 

 

 

 

 

 

Imagem

 

 

Recordação Escolar do Grupo Escolar Prof. Antonio Vilela Júnior. Acervo Márcia Mariuzzo Sigrist.
Recordação Escolar do Grupo Escolar Prof. Antonio Vilela Júnior. Acervo Márcia Mariuzzo Sigrist.

 

HPIM7515
Foi casado com Adelaide Dantas Vilela, falecida maio de 1968, aos 97 anos. Deste matrimônio nasceu:

* Maria Madalena do Precioso Sangue, religiosa;

* Antônio Filho, casado com Isaura G.; 

* Prof. Octacílio (1897), casado com Antonieta de Oliveira (1905-1990);

*Moacir, casado com Augusta Rodrigues;

*Marina, casada com o Dr. Roldão de Toledo, filho de Maria Joaquina e Francisco Sérgio de Toledo;

*Aracy, casada com Sebastião Penteado de Queiroz;

*Profa. Maria do Carmo;

*Profa. Ruth;

*Nice, casada com Henrique Costa.

 

Além da dedicação ao magistério e a educação, despendia algum tempo livre para a caridade, presidindo as beneméritas Conferências de São Vicente de Paula.

 

Fontes

Benedicto Lourenço Barbosa é Mestre em Ciência e autor do livro Nossas Origens – 300 anos de história de Aparecida-SP.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s