Colégio Pe. Júlio Chevalier(Escola Paroquial São José “Capelinha”).

Publicado 30/08/2014 por lcs2308

1912 – Imigrantes italianos, funcionários da Companhia Mogyana de Estradas de Ferro, erguiam uma capelinha, na Vila Industrial.

1913 – A capelinha passou a integrar o conjunto de Paróquia São José, tendo São Roque como santo protetor, com a chegada dos Missionários do Sagrado Coração à Campinas. Assim, começou a funcionar nos dias de semana como escola primária e jardim de infância, enquanto nos sábados e domingos servia aos cultos religiosos, daí seu nome mais antigo “Escola da Capelinha de São Roque”.

1918 –  Por ocasião da gripe espanhola em Campinas, São Roque, padroeiro contra a peste, era invocado de modo particular a tal ponto que a capelinha recebeu destaque especial, pelo que muitos erroneamente indicam esse ano como o ano de sua criação. Recebendo autorização oficial para funcionar como escola.

Escola paroquial, em 1932. Copyrigth - Campinas de Outrora.

Escola paroquial, em 1932. Copyrigth – Campinas de Outrora.

Padre Guilherme, em 1969.

Padre Guilherme, em 1969.

1945 – Por decisão de uma assembleia, o Círculo Operário Campineiro doou a Escola da Capelinha à paróquia São José,  passando então a dominar-se “Escola Paroquial São José”.  Pe. Guilherme, convencido da importância e necessidade do apostolado educacional, visando mais longe, fundou o “Instituto São José de Educação e Instrução”, que funcionava num modesto prédio. A partir de então, não parou mais de crescer. O corpo docente era: o Pe. Guilherme(diretor), Dentista: Monira, Professoras: Neide, Aparecida, Ana, Célia, Sílvia, Maria Inês, Hélia, Lídia, Wilma, Maria de Lourdes Melegretti, Cecília, Elisabeth, Pe. Pedro e assim foi seguindo e mudando com as Profas. Salete, Ana Maria, Helga, Carmen, Luzia…

  Aos domingos e dias de festas os alunos usavam  o bibi(chapéu, espécie militar). As meninas com saias xadrezinha (preta e branca) e camisa branca, sapato vulcabrás e meia 3/4…depois da missa: chocolate com pão doce! Que delícia…que gosto de infância!!!

Notícia do dia 17/08/1958.

Notícia do dia 17/08/1958.

576739_447865628557450_397271086_n

4º ano com professora Ana, embaixo do sino da igreja São Roque,  1959. Acervo 'José Luís Ferreira'. Plágio é crime!

4º ano com professora Ana, embaixo do sino da igreja São Roque, 1959. Acervo ‘José Luís Ferreira’. Plágio é crime!

10525845_662065750547866_6074231445332673675_n

Lembrança da Primeira Comunhão. Acervo ‘Edna Maria Toledo’.

turma na Capelinha 1969 a Profa. Da. Cecilia, Diretora Da. Aparecida e Padre Guilherme.

Turma da Capelinha, em 1969 com o Padre Guilherme no lado esquerdo, e a profa. Cecília. Foto: Padovani. Acervo ‘Silmara Velasco’

10530712_4271656806733_1950808037527487806_n

Lembrança da Primeira Comunhão

1996 – Pe. Henrique Baptista Roberto inaugurava o novo prédio, batizando-o com o nome do fundador da Congregação, Pe. Júlio Chevalier. Eis então o atual “Colégio Pe. Júlio Chevalier”.

1382204_701553143190517_936677317_n

10590467_1446048602351122_2889500781966589361_n

Formandos pré primário do ano de 1979

Formandos pré primário do ano de 1979

Primeira Comunhão, em 1961 com a Profa. Luzia. Acervo Vera Thezolin.

Primeira Comunhão, em 1961 com a Profa. Luzia. Acervo Vera Thezolin.

Anúncios

31 comentários em “Colégio Pe. Júlio Chevalier(Escola Paroquial São José “Capelinha”).

  • Muito interessante essa sua reconstrução histórica. Sempre que passo pelo colégio ficava me indagando sobre sua origem. Agora já consigo relacioná-la ao desenvolvimento do bairro. Um abraço
    Olga von Simson

    Curtido por 1 pessoa

  • Fis o Quarto Ano Primario nesta Escola no ano de 1957,mas infelismente não lembro-me de nenhum dos Professores e dos alunos só lembro de um Amigo que chamava-se Elba mas não lembro o Sobrenome dele e que morava perto de minha casa,a maior bronca que tinha na Escola,fora dos Padres era o Uniforme Calça curta xadresinha (horrivel)e camisa branca.Só me lembro que as Professoras eram ótimas,menos a de Catecismo,que era uma Freira muito chata.Foi por causa dos Padres e Freiras desta Escola que fiquei Agnostico(creio em Deus mas não tenho Religião mas tenhos boas lembranças desta Escola.Um abraço a todos os Formandos da minha época (1957) ,se algum ler estas palavras me mande um Email
    Obs.se alguem conhecer este Elba que sitei,por favor me comunique,ele morava na Vila Saturnia que ficava entre o São Bernardo e a Vila Industrial,o Pai dele era Barbeiro

    Curtido por 1 pessoa

  • Conclui o primário em 1965 (Prof’s: Marisa, Bernadete, Geraldo e Hélia). Eramos obrigados a frequentar a missa dominical, a presença era carimbada num cartão.

    Curtido por 1 pessoa

  • Muito bacana este registro!
    Como contribuição ao blog, corrija a data na foto onde as crianças estão com tema Brasil, está como 1896 (deve ser 1996 ou 1986).
    Tenho muito respeito a esta escola que estudei do pré à 4ª e voltei na 8ª para me formar. Pleas imagens pude rever amigos, conhecidos e os maravilhosos funcionários do CCSJ – Centro Cultural São José.

    Curtido por 1 pessoa

  • Fiquei muito feliz em poder ler tal matéria sobre a história do colégio em que estudei do pré ao 3o colegial… Fez parte da minha vida não só ao nível educacional, mas também como extensão da minha família, já que minha avó, Juraci, lecionou em suas salas de aula por 25 anos, meu avô Devaldino (e não Edevaldino como citado na legenda de uma das fotos) contribuiu como inspetor da mesma instituição, minha mãe, meu tio, minha tia, meu primo e irmão também estudaram em suas dependências… Fez parte da minha formação, mas ainda faz parte da história da minha família!

    Curtido por 1 pessoa

  • Nossa que saudades! Como seria bom rever minhas amigas de Escola, saber onde e como estão! Caso seja possível, formarmos um grupo de ex alunos.
    Grata.
    Sandra Scarpini

    Curtido por 1 pessoa

  • Adorei ler sobre a escola que cursei o primário e fiz a primeira comunhão. Lembranças boas com D. Aparecida, minhas professoras: Maria Inês, Irene, Brasilia e Silvia. Dra. Monira. Lembrar do Pe. Guilherme, carimbar o cartão das missas aos domingos….foi ótimo lembrar tudo isso.

    Curtido por 1 pessoa

  • EITA TEMPO BOM !!!….. Padre Guilherme sempre severo com a criançada, D. Aparecida entao diretora..e outras, não vi mencionado na lista o nome da prof. Astride que inclusive morava bem em frente a igreijinha de S. Roque, me recordo que eu cantava no coro do Padre Guilherme, ensaiavamos durante a semana, e no ultima sexta feira do mes tinhamos confissão e no dia seguinte tinhamos missa, cantavamos com tanto gosto e fervor que a igreija estremecia.. saudades de muitos amigos que ali estudamos Juntos e somos amigos até hoje Eu, Elcio Zancanelli, mes irmãos Edson Zancanelli, e Hélio Zancanelli Junior, minha irmã no periodo da tarde Ma. Teresa Zancanelli, Silene Mosca, Celso Mosca, e outros muitos que por ali passaram.. acho que foi essa escola que nos concedeu o alicerce de nossa vida hoje…
    parabens ao idealizador dessa idéia, que ela NUNCA seja apagada da historia de Campinas…….

    Curtido por 1 pessoa

  • Eu e minhas irmãs estudamos na capelinha na década de 70 éramos conhecidas por Barne . Tenho lembranças boas . Do Sr José da pirua , D.Gloria, Padre Guilherme, Dona Rosa e Maria de Lourdes . Agradeço a Deus por meus pais nos proporcionar uma escola de qualidade.

    Curtido por 1 pessoa

  • Que delicia!!! Lembranças maravilhosas!!!
    Estudei o pré, e quase todo o fundamental.
    Foram 7 anos de muito aprendizado e alegria.
    Lembro bem do Pe. Guilherme, Pe. Pedro, Sr. José da perua…
    Prof. Neide (1serie), Prof. Rita (4serie) e a partir da 5 série, nossas aulas de educação física no clube acho que do Sesc.
    A prof. Alvani (eu acho) foi minha inspiração pra cursar a faculdade!
    Até hoje sinto o sabor do cachorro quente da cantina!
    Foi lá que ganhei o apelido de “Formiguinha atômica”.
    Muitas saudades e bons sentimentos.
    Obrigada é parabéns pela bela matéria!!!

    Curtido por 1 pessoa

  • Como foi especial essa escola. Era como se fôssemos uma família. O padre Guilherme era tão dedicado e amoroso. Fui aluna de Maria Ines, Maria Cecília, Juraci, Carmen, Maria Alice, Célia…Amava tudo e todos. Parabéns pelo memorial.

    Curtido por 1 pessoa

  • Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    %d blogueiros gostam disto: