Gegero Maselli

José Nicolau Ludgero Maselli (Gegero), nasceu em São Del Rey, Minas Gerais, em 26 de março de 1908. 

Em 1949:
Em 1949:

 

Filho de Domingas Di Giorgio Maselli (*31.07.1890 + 10.08.1954) e de Fidelis Maselli Di Lascio (*09.11.1881 + 26.04.1???).

Neto paterno de: Maria Gaetana Di Lascio (*18.02.1864 + 02.11.1935) e de Nicolau Di Lascio;

Os pais eram proprietário da Casa Di Lascio, na Rua Conceição, alfaiataria famosíssima nesta cidade. 

Casa di Lascio, em 1946. Na Av. Francisco Glycério X Conceição. Acervo da família Alves de Lima.
Casa di Lascio, em 1946. Na Av. Francisco Glycério X Conceição. Acervo da família Alves de Lima.

 

Casa di Lascio

 

1005934_489690114476239_1229651380_n

 

1491684_489690304476220_1553918065_n

     

 

O Restaurante Marreco (na Rua Costa Aguiar), pertencia a José Nicolau Ludgero Maselli, vereador que despontara na cidade como emergente liderança getulista. Herdeiro da alfaiataria Casa de Láscio, Gegero ficou famoso por manter, com o próprio dinheiro, um centro de atendimento a campineiros carentes na Avenida Dr. Moraes Salles. A Casa do Pobre, na prática, foi passaporte para sua carreira política. A ação social, idealizada e tocada pela mulher dele, Lydia, contribuiu para que o homem arrebentasse nas urnas. Gegero, organizava até almoços especiais de Natal, fechando o Marreco para a clientela tradicional e os carentes.

Em outubro de 1955, foi eleito vice-prefeito, na chapa de Ruy Hellmeister Novaes. Com a renúncia de Ruy Novaes, eleito deputado federal, Ludgero Maselli assumiu a prefeitura de Campinas em fevereiro de 1959, cumprindo seu mandato até dezembro do mesmo ano.

 

Gegero, ao lado do então prefeito Ruy Novaes, que faz pronunciamento em evento acompanhado pelo jovem jornalista Orestes Quércia, do Diário do Povo
Gegero, ao lado do então prefeito Ruy Novaes, que faz pronunciamento em evento acompanhado pelo jovem jornalista Orestes Quércia, do Diário do Povo

 

Ponto de bonde que existia em frente à Estação da C.P.jpg
Ponto de bonde que existia em frente à Estação da C.P.

 

Praça Nove de Julho(antiga Praça Marechal Floriano Peixoto).

 

Ponto de bonde que existia em frente à Estação da C.P

 

 

Emei Lídia Bencardini Maselli, década de 1970.
Emei Lydia Bencardini Maselli, década de 1970.

 

Foi também vereador por Campinas, além de presidente do Clube Campineiro de Regatas e Natação (1949-1950) e do E. C. Corinthians de Campinas.

Casou-se com a Sra. Lídia Bencardini Maselli (26.10.1914-03.07.2008), filha de Luiz Bencardini (15.02.1887-18.06.1974) e Eugênia Gragnani Bencardini (22.02.1895-1101.1985).

Sra. Lydia Bencardini;
Sra. Lídia Bencardini;

 

Deste matrimônio nasceu: * Maria Sílvia Maselli Alves de Lima, casada com o Dr. Jorge Alves de Lima, * Cláudio Fidelis Maselli, falecido em 2014 e * Iene Maselli;

Sua filha, Maria Sílvia.
Sua filha, Maria Sílvia.

 

Gegero, tinha como irmãos:

Ângela Raphaela (Lolinha) Maselli Ziggiatti, casada com Ernesto Ziggiatti;

Ilda Maselli de Félice (*12.01.1915 + 29.11.2001), casada com Ernesto Félice (*11.06.1912 + 13.04.1992);

Tanuccia Maselli Campana (*13.11.1916 + 26.01.1986), casada com Leonardo Campana;

Maria do Carmo Maselli Thomé, casado com Elídio Thomé;

Lúcia Maselli, casada com Dr. Marino Ziggiatti.

 

José Nicolau, Lydia e Iene.
José Nicolau, Lydia e Iene.

 

Faleceu em 16 de agosto de 1996, aos 88 anos, tendo sido em sua homenagem, nomeada uma avenida central.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s