Maestro Azarias Dias de Mello

Publicado 28/11/2014 por lcs2308

Azarias Dias de Mello, nasceu em 19 de março de 1834, em Piracicaba ou Sorocaba?Foi regente, músico e professor. Filho do de José Telles de Mello e de Maria Dias de Mello. Há controvérsias quanto a data de nascimento, local e filiação.

Muito moço chegou  nesta cidade em 1863, vindo de Amparo, SP, a pedido de Manuel (Maneco) José Gomes, para integrar sua orquestra e banda. Havia sido mestre-de-capela e regente da Banda da Guarda Nacional em Sorocaba e regente de uma companhia equestre.

João César Bueno Bierrenbach, Azarias Dias de Mello e  José Pedro Sant'Anna Gomes, por volta de 1900.

João César Bueno Bierrenbach, Azarias Dias de Mello e José Pedro Sant’Anna Gomes, por volta de 1900.

 

Em 30 de agosto de 1870, fundou a “Philarmonica Mato Dentro”. Ensinou música a meninos carentes que formaram a Banda “Euterpe Infantil” em 1877.

Em 1878, é preso sendo indiciado com autor do assassinato do italiano Pedro Mascate. Nesse mesmo ano a viúva do italiano, Francisca Monteiro, morre em Santos sendo o caso instaurado despronunciado.

Sua atividade esteve mais ligada às bandas de música, tendo criado diversos grupos. Como professor, além das aulas particulares, lecionou na escola Culto à Ciência, onde dirigia a banda da escola, para a qual compôs um hino;

Em 1896, compôs a marcha fúnebre intitulada “Harmonia Funebre” em memória do jovem campineiro Maximiano de Camargo, vítima da febre amarela.

Em 1900, seu filho Antônio Joaquim Dias Mello suicidou-se dando um tiro de garrincha.

Tocava e ensinava vários instrumentos, mas dava especial atenção ao oficlide e instrumentos de metal.

Além do trabalho intenso com a Banda do Azarias, fundou o “Clube Dois de Outubro”, que promovia saraus trimestrais em sua casa.

Teve intensa participação, como músico, nos movimentos políticos da Abolição e da República.

Em 1901, o velho Azarias acha-se enfermo e com dificuldades financeiras.

Em 02 de julho de 1905, foi realizado no Salão Social do Clube Concórdia um concerto musical em seu benefício, organizado pelo discípulos dele e admiradores.

Em  dezembro de 1910, é realizado pela Cinematrographica “Edenburgo”, que funcionava o Cine Rink um espetáculo a seu favor.

No dia 17 de novembro de 1912, morre o grande maestro, Azarias Dias de Mello. Casado com a Narciza Maria do Carmo Mello. Deste matrimonio nasceu: Maria de Mello e Antônio Joaquim, que se suicidou-se.

Recebeu diversas homenagens sendo destaque na Capela do Santíssimo da Catedral Metropolitana de Campinas como um dos beneméritos, por sua atuação durante a epidemia de febre amarela que vitimou a cidade em 1888.

 

Fato de 1957

Fato de 1957

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: