Regina Duarte

Publicado 11/12/2014 por lcs2308

Regina Blois Duarte, nasceu em Franca, interior de São Paulo, no dia 05.02.1947. Filho primogênita de Jesus Nunes Duarte, cearense bravo, mas com um grande coração e da pianista Dulce Blois Duarte, natural de Pelotas, Rio Grande do Sul.

Regina Duarte, aos 5 meses e 2 dias.

Regina Duarte, aos 5 meses e 2 dias.

Seu pai, deixou o Ceará, chegando no Rio de Janeiro num pau-de-arara e entrou no exército para sobreviver. Ali podia dormir e se alimentar. A menina, Regina ficou com a família apenas três meses em Franca e foi para São Joaquim da Barra, onde seu pai  fora transferido, como instrutor do Tiro de Guerra.

Em 1950, aos 03(três) anos, sua mãe a avista na Estação Trem, recitando e cantando para os transeuntes.

Untitled-44

Aos 05(cinco) anos, seu pai há levou no teatro, onde dirigia os ensaios de uma peça que escreveu e montou com um grupo amador local. Só foi uma única vez ao ensaio e a proibiram de ver o espetáculo, com argumento de que tratava de um enredo impróprio para uma criança. Em 1953, a família se muda para está cidade – :”Estava amanhecendo no dia em que nos mudados de São Joaquim da Barra. – : “Eu tinha 6 anos e me lembro tão bem daquele caminhão com nossos móveis na porta de casa, a cidade inteira chorando na nossa despedida para uma vida nova na Terra das Andorinhas”. Seu Pai, comprou uma casa no Jardim Campos Elíseos, na Rua Pedreira.

Regina Duarte, no Teatro do Estudante na peça 'Auto da Compadecida', aos 14 anos.JPG

Regina Duarte, no Teatro do Estudante na peça ‘Auto da Compadecida’, aos 14 anos.JPG

Iniciou os estudos no Grupo Escola Novo Campos Elíseos(hoje E.E. Padre José dos Santos), estudou também no Colégio Carlos Gomes e Escola Carlos Gomes.

Sua carreira teve início aos 14 anos de idade,  como atriz amadora no grupo TEC (

Teatro do Estudante de Campinas), sob direção de Teresa Aguiar. Estreou interpretando a  “A Compadecida, de Ariano Suassuna. Participou da montagem de “Pluft, o Fantasminha,” de Maria Clara Machado; “Rapunzel“;Natal na Praça”;O Tempo e os Conways”, de Priestley e “Via Sacra”, de Ghéon.tec auto da compadecida

Meu curso era à noite e por isso tínhamos aulas aos sábados a tarde e eis que, numa certa tarde eu fui buscar minha irmã que estava ensaiando com um grupo de teatro – o TEC – Teatro do Estudante de Campinas num prédio a duas quadras da PUCC – que era justamente a sede da “Associação Campineira de Imprensa”. A diretora do grupo – a Teresa Aguiar que é advogada também escrevia num dos jornais da cidade – o “Diário do Povo” – tinha uma coluna de teatro – e daí que conseguiu o sótão da referida associação para ser a sede do grupo. E então eu entrei, subi umas escadas  e me vi diante de uma cena que até hoje está na minha memória – uma menina muito bonita, com um rosto quadrado e com umas covinhas no queijo e pensei: “mas que rosto moderno ela tem”, rodeada por dois rapazes. Eu cumprimentei o pessoal, minha irmã fez as apresentações e eu sentei num banco e fiquei observando a coisa toda. A menina bonita a que me referi era a Regina Duarte e um dos rapazes era um que queria namorá-la ou já namorava não sei. Mas naquele momento preciso eu fui, digamos, picada pelo vírus do teatro. 
E segundo conta a diretora eu fiz uma cara assim de esnobe como estava de branco, sempre usei muito branco, ainda uso, ela disse que eu olhei o banco com certa cara de quem duvida da limpeza do próprio, enfim minha fama era essa, mas eu juro que não eu era. Bem, mas voltando a cena lá no sótão da Associação Campineira de Imprensa presenciando a cena e consegui depreender que a Regina estava saindo para uma aula de declamação e estava se despedindo.”

Estudou Declamação, com a Exma. Maria Sylvia Ferraz Silva(*1928 + 2014).

Sua Profa. de Declamação, em 1943.

Sua Profa. de Declamação, em 1943.

D_ Maria Sylvia 1Regina Duarte na aula de balé

No verão de 1964, seu rosto sorridente foi reproduzido em outdoors para uma campanha de sorvetes. A partir daí, passou a ser chamada para participar de novelas e peças teatrais.

Dulce Blois, Jesus Nunes Duarte e família, década de 1950.

Dulce Blois, Jesus Nunes Duarte e família, década de 1950.

Sua mãe, Dulce Blois.

Sua mãe, Dulce Blois.

Jesus Nunes Duarte, Dulce Blois Duarte e  família, década de 1970

Jesus Nunes Duarte, Dulce Blois Duarte e família, década de 1970

Profissionalmente estreou em 1965 na TV Excelsior, atuando na telenovela A Deusa Vencida, de Ivani Ribeiro, sob a direção de Walter Avancini, e no teatro, no mesmo ano, sob a direção de Antunes Filho na montagem de “A Megera Domada“, de Shakespeare. Chegou a fazer um ano do curso de Comunicação da USP, mas trancou matrícula em função do convite de Boni para estrelar Véu de Noiva na Rede Globo, em 1969, sob a direção de Daniel Filho.

Regina Duarte e Maria Sylvia. 2- Regina, Accácio Borghi e Maria Sylvia, em 1992.

Regina Duarte e Maria Sylvia. 2- Regina, Accácio Borghi e Maria Sylvia, em 1992.

Regina Duarte casou-se três vezes. A primeira em 1969, com o engenheiro Marcos Flávio Cunha Franco, com que teve os filhos André e Gabriela. De seu segundo casamento, com o publicitário argentino Daniel Gomez, nasceu, em 1981, João Ricardo. Atualmente, Regina é casada com o pecuarista Eduardo Lippincott.D134novo

      Ganhou a alcunha de “Namoradinha do Brasil” quando fez a telenovela “Minha Doce Namorada“, em 1971, na TV Globo. Em seguida recebeu o convite para participar da montagem brasileira da peça Hair, mas não aceitou o papel porque não ficaria nua no palco, mas em 1976 fez um ensaio sensual para a revista Playboy .Depois de papéis como a Simone, de Selva de Pedra, em 1972, ou a doce Cecília, em “Carinhoso”, de Lauro Cesar Muniz, no ano seguinte, a atriz não teve receio de dar uma virada em sua carreira em 1975, interpretando uma prostituta na peça Réveillon, de Flávio Márcio.

         Em 1977, Recebe o “Título de Cidadã Campineira”, na Câmara Municipal.

Regina Duarte, recebe o Título de Cidadã Campineira, em 27. 05. 1977 na Câmara Municipal. (2).JPG

Regina Duarte, recebe o Título de Cidadã Campineira, em 27. 05. 1977 na Câmara Municipal. (2).JPG

       Regina Duarte, participou de vários programas históricos da televisão brasileira, desde a década de 1960, quando surgiram os especiais do Festival de Música Popular Brasileira (TV Record) até o final da década de 1980, onde a televisão brasileira era marcada pelo sucesso dos espetáculos transmitidos que apresentavam os novos talentos da MPB, registravam índices recordes audiência.

 Um desses momentos marcantes da televisão foi Mulher 80, na Rede Globo. O programa exibiu uma série de entrevistas e musicais cujo tema era a mulher e a discussão do papel feminino na sociedade de então abordando esta temática no contexto da música nacional e da inegável preponderância das vozes femininas na MPB, com Gal Costa, Maria Bethânia, Zezé Motta, Elis Regina, Joanna, Rita Lee, Marina Lima, Simone e as participações especiais de Regina Duarte e Narjara Turetta, que protagonizavam o seriado “Malu Mulher ” à época.

Regina e a irmã Teresa Duarte, em 1955.JPG

Regina e a irmã Teresa Duarte, em 1955.JPG

Em novelas, Regina Duarte é a atriz que obteve os maiores índices de audiência no Ibope ao longo da carreira.

Em 2014, a atriz é anunciada no elenco de “Boogie Oogie“, porém desiste do papel na novela. A expectativa era que a atriz interpretasse a avó da protagonista (papel de Ísis Valverde) e repetisse par romântico com Lima Duarte, com quem contracenou em “Roque Santeiro”. No mesmo ano, faz uma participação especial em “Império“, novela de Aguinaldo Silva, no papel de Maria Joaquina, uma compradora de diamantes que participa dos quatro primeiros capítulos da trama. Ainda em 2014, é anunciada no elenco de Sete Vidas, no papel de uma homossexual.

Maria Sylvia Ferraz Silva e Regina Duarte, em 1994.

Maria Sylvia Ferraz Silva e Regina Duarte, em 1994.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: