Francisco Bueno de Miranda

Francisco Bueno de Miranda, conhecido como “Bueninho”, nasceu em Itu, em 01 de maio de 1840. Filho de Francisco Bueno de Miranda e Úrsula Ferraz de Camargo Miranda.

Neto materno de: Joaquim Bicudo de Aguirre & Ignácia Ferraz de Camargo, filha de Ignácio Ferraz Leite Penteado e de Gertrudes Maria de Camargo.

Francisco
Insira uma legenda

 

Sua mãe, Da. Úrsula casou-se em 2. núpcias com o Major Luiz Antonio da Costa Aguiar, filho do Coronel João Xavier da Costa Aguiar e de Anna Joaquina de Barros.

 

Casou-se com Amélia Leopoldina Alves Bueno de Miranda(*08.10.1846 + 05.05.1930).

HPIM8009
Insira uma legenda

Deste matrimônio nasceu:

1- Ignácio (16.10.1864 + 15.12.1932), casado com Georgina Figueira de Mello, filha de Tobias Laureno Figueira de Mello e de Umbelina Breves Torres ;

2- Elisa Maria, casada com Carlos Salles, filho de José de Campos Salles e Maria Barbosa de Camargo;

3- Francisco Bueno de Miranda Júnior, casado com Luíza Siqueira Bueno de Miranda, filha de Manoel Ortiz de Siqueira Freire e Maria Franco Siqueira;

4- Luís (+ 14.07.1948, em Limeira), casado com Laura de Sá Leite Bueno de Miranda (+ 14.10.1974);

5- Anna (1869 + 19.11.1957);

6- Joaquim Bueno de Miranda Sobrinho, casado com Eunice Penteado Bueno de Miranda;

7- Amélia, casada com Lupércio de Arruda de Camargo;

8- Suzanna (13.07.1880 + ?), casou-se em 18 de novembro de 1899, com Luiz Antônio de Pontes Barbosa Júnior, filho de Luiz Antônio de Pontes Barbosa e Maria Amélia de Andrade;

9- Profa. Celisa;

10- Antônio (1883 + 02.09.1971), casado com Clarisse de Sá Leite (+ 1968).

Bueninho, fazendeiro e capitalista. Além da Fazenda “Ventania”, em Amparo, tinha terras no atual Bairro do Taquaral e  era proprietário do Bosque dos Jequitibás, agradável, pitoresco e arborizado local para passeio e caça. Na época era aberto ao público mediante um ingresso de 500 réis por pessoa. Posteriormente, decidiu vender o Bosque à Prefeitura por 150 contos de réis, o que só se findou em 1915. Foi diretor da Companhia Carris de Ferro, onde se exonerou em 1891.

Era um cidadão nobre, tendo dado mostra de inúmeros gestos de benemerência, como a doação de parte do terreno onde se construiu o Liceu Salesiano. Foi procurador da Santa Casa de Misericórdia.

HPIM8010
Insira uma legenda

 

Integrou-se em 1892 a Comissão responsável por dar continuidade a Igreja São Benedito.  Francisco Bueno de Miranda, faleceu nesta cidade, em 28 de outubro de 1924, na madrugada. Sua residência ficava na Rua Irmã Serafina X Av. Dr. Moraes Salles, 208;

Foi homenageado com uma Rua na Vila Industrial.

Anúncios

4 comentários

  1. nossa quem sabe não esta ai minha historia , Quem sabe não esta ai um parente meu, não é dificil pois eu tenho parentescos em amparo e cidades vizinhas embora não conheça, mais sei disso por meus pais que já se foram, eita coisa boa ver isso viu, fiquei feliz !

    Curtido por 1 pessoa

  2. Francisco Bueno de Miranda é meu tataravô e seu filho Joaquim Bueno de Miranda Sobrinho meu bisavô. Frequentei muitas vezes o Bosque dos Jequitibás na minha infância. Fico muito orgulhoso que a estória deles tenha sido resgatada. Parabéns. Luís Otávio Sequeira de Cerqueira.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s