Olga Rizzardo Normanha

Publicado 24/06/2015 por lcs2308

Olga Rizzardo Normanha, nasceu em Santa Rita do Passa Quatro, em 18 de julho de 1916. Filha da Sra. Lúcia Cappellari Guariento Rizzardo (*19.021876 + 27.06.1952) e do Sr. Albino Rizzardo Rizzardo (17.08.1875-21.06.1953).

 

Olga Rizzardo Normanha(1916 + 2013).

Olga Rizzardo Normanha(1916 + 2013).

 

Tinha como irmãos: Sylvio (*20.06.1896+ 11.06. 1977), casado com Esther Zaccarelli Zaccarelli (27.04.1903-29.11.1975); Eliza (10.07.1898-21.01.1984), casada com Ângelo De Stefani (08.04.1884-27.05.1955); Andrea Hermenegildo (25.09.1903-10.02.1992); Aurora (Bibi) – (11.02.1908-26.11.2000), casada com Joaquim Ulson (22.11.1893-23.05.1980); Genebra (Gina), casada com o Prof. Guilherme Mignone; Maria Amélia (Melica), casada com Gabriel Seixas e Adélia, casada com Walter Brizza;

Neta paterna de: Giovanni Rizzardo e Maria Elizabetta Rizzardo; Neta materna de: Christiano Cappellari e Annetta Cappellari;

Bisneta paterna de: Andrea Rizzardo e Laura Rizzardo;

A paixão de Olga pela música veio da infância, quando se deliciava com os discos de música erudita do pai. Aprendeu as primeiras notas do piano com as freiras do Sagrado Coração de Jesus, onde estudou.
Formou-se pelo Conservatório Dramático e Musical de São Paulo e teve como professores: Savino De Benedictis, Guilherme Mignone (casado com sua irmã), Mário de Andrade, João Sepe, João Gomes Araújo, Samuel Arcanjo dos Santos, Carlos Alberto Gomes Cardim e outros mestres. Em dia que jamais seria esquecido pela jovem e promissora pianista, um cão policial da família “surtou” e danificou os tendões de um dos punhos. Encerrava-se, uma carreira que certamente seria triunfante, mas Olga não perderia a chama sagrada. Nascia a professora, que através das décadas estaria a aperfeiçoar-se para realmente formar pianistas e não apenas pseudo-digitadores.

 

Eliane Godoy Paterno, Elizabeth Bierrenbach, Olga Rizzardo Normanha, Juscelino Kubitschek de Oliveira e Regina Coeli Normanha Martins.

Eliane Godoy Paterno, Elizabeth Bierrenbach, Olga Rizzardo Normanha, Juscelino Kubitschek de Oliveira e Regina Coeli Normanha Martins.

 

Inteligência viva, ouvidos atentos, amizades que perduraram, como as que manteve com: Antonieta Rudge, Guiomar Novaes, João de Souza Lima, José Kliass, Homero de Magalhães, Estelinha Epstein, Camargo Guarnieri, Dinorah de Carvalho, Armando Belardi, Alonso Aníbal da Fonseca,  Eleazar de Carvalho, Edoardo Di Guarnieri, Leon Kaniefsky, Almeida Prado e tantos outros músicos, fizeram-na referência nacional no ensino de piano.

 

Acervo

Acervo “Cedoc RAC”.

 

Fundou o Conservatório Musical de Campinas, em 1949, dedicou toda sua carreira ao sonho de fazer da cidade um polo de cultura. Durante cerca de meio século ela dirigiu o Conservatório, ensinando piano a centenas de alunos que, sob sua batuta descobriram mestres como: Beethoven, Mozart, Debussy, Villa-Lobos e Carlos Gomes.
Em 1962, entidades culturais desta cidade homenagearão ela, pela distinção que recebeu da Câmara Municipal, em virtude dos serviços por ela prestado em favor do desenvolvimento artístico.

Viajou inúmeras vezes ao exterior para realizar intercâmbios culturais e adquirir conhecimentos que pudessem contribuir para a gestão e vivência do Conservatório Musical Campinas.

Meio a este rico trabalho de educação musical, Olga Normanha, junto a outros professores do conservatório, formou musicistas que ganharam destaque neste cenário, tais como: Sonia Rubinsky, Jane Rosa de Faria, Silvia Castro, entre outros.

Sonia Rubinsky e Olga Normanha.

Sonia Rubinsky e Olga Normanha.

A partir de 1957, o Conservatório Musical Campinas teve sua sede transferida para a Pontifícia Universidade Católica de Campinas e, mais tarde, se viu pressionado a fechar suas portas por questões financeiras. A luta de pais e alunos para que isto não ocorresse deu ao conservatório seu último suspiro e fôlego para continuar com suas atividades até 1997, quando as encerrou definitivamente.

Era membro da Acadêmia Campineira de Letras e Artes.

Faleceu no dia 16/02/2013, aos 97 anos. Era viúva do Sr. Edgard Sant’Anna Normanha, deixou as filhas: Regina Coeli Normanha Martins, casada com José Eduardo Martins e Maria Elizabeth.

Acervo

Acervo “Centro de Memória UNICAMP”.

Fontes:

* Blog José Eduardo Martins < http://blog.joseeduardomartins.com/index.php/2013/03/02/prof-olga-rizzardo-normanha/ >;

* Correio Popular;

* Centro de Memória Unicamp.

Anúncios

10 comentários em “Olga Rizzardo Normanha

  • Tive a honra de lecionar musica(violão) no Conservatório Musical Campinas por volta de 1965, recebendo muito incentivo da diretora, D.Olga.Nesta época a sede ainda era na Rua Boaventura do Amaral.Saudades

    Curtido por 1 pessoa

  • Agradeço à Deus, pela oportunidade de ter conhecido a mãe de minha querida professora de piano! Regina,minha eterna gratidão e admiração! Um abraço afetuoso à você!

    Curtido por 1 pessoa

  • Gostaria de dizer que tive o privilégio de ser aluna de piano de sua filha Regina,em São Paulo S.P. Onde,pude conhecê-la pessoalmente,em 1.987. Um abraço afetuoso à minha querida professora Regina!

    Curtido por 1 pessoa

  • Boa tarde. Conclui o curso técnico em violino no Conservatório Musical Campinas em 1993. Tive o prazer de conhecer a D. Olga e o privilégio de receber algumas orientações e conselhos que vou levar pra toda vida. Uma mulher encantadora… saudades

    Curtido por 1 pessoa

  • Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    %d blogueiros gostam disto: