Família Neger

Publicado 24/01/2017 por lcs2308

 Marcellino Neger, nasceu em 29 de fevereiro de 1836, na França e faleceu em 21 de agosto de 1910, nesta cidade. Veio muito moço para cá, aqui constituiu família e foi muito estimado  nas  roda de sua relações.

Marcellino era um ‘enfant terrible’, foi trazido pelo tio, que era da marinha mercante para estudar no Colégio Francês, no Rio de Janeiro, onde ficou em regime interno, e algum tempo depois fugiu. Partiu do Porto de Toulon.

Casou-se em 07 de maio de 1870, com a Profa. Maria do Carmo Salman(Sauman), nascida em 16 de julho de 1849 e falecida em 20 de março de 1939.

“Marcelino Neger e D. Maria do Carmo Salman – Aos sete de maio de mil oitocentos e setenta em casa particular com licença do Doutor Vigário Capitular, depois de feitas as diligências em minha presença receberão em matrimônio Marcelino Neger e D. Maria do Carmo Salman e na mesma ocasião receberão as bençãos nupciais. Foram testemunhas: João Antônio Bierrembach e Miguel Bierrembach e para constar mandei fazer este assento que firmo. (Vigário…)”.

 

NEGER.JPG

Registro de casamento de Marcellino Neger e Maria do Carmo Salman

 

Deste matrimônio nasceu:

  • 1- Lucília Neger Segurado, nascida em 31 de março de 1871, batizada em 26 de dezembro de 1871 e falecida em 21 de março de 1932.

“Lucília – Aos vinte e seis de dezembro de mil oitocentos e setenta e um, na Matriz desta Parochia de Santa Cruz(Basílica N. Sra. do Carmo) de Campinas, baptizei e pus os Santos Óleos a Lucília de oito meses e vinte e seis dias, filha de Marcellino Neger e de Dona Maria do Carmo Neger. Foram padrinhos: Joaquim Ferreira de Camargo Andrade(Barão de Ibitinga) e sua mulher Dona Maria Egyna Álvares de Almeida Lima Andrade(Baronesa de Ibitinga). (Vigário Francisco de Abreu Sampaio).”

Li.JPG

 Lucília, casou-se com o Prof. Arthur Victor de Azevedo Segurado, nascido em 12 de abril de 1869 e falecido em 05 de julho de 1923, filho de Cândido Roberto Azevedo Segurado e Maria das Dores Penteado Segurado.

Deste matrimônio nasceu:

**1-  Hoche Neger Segurado, nascido em 18 de março de 1895 e falecido em 26 de março de 1959, aos 64 anos.

Hoche, formou-se em 1919, na Escola Politécnica de São Paulo. Trabalhou no escritório de Ramos de Azevedo, ícone da arquitetura paulista.

Depois do estágio no Rio, voltou pra cá e, ao longo de 34 anos, teve uma carreira notável. O engenheiro comandou os pedreiros que, por exemplo, ergueram o imponente edifício Franz Dafert, imóvel do Instituto Agronômico (IAC) que,desde 2004, é tombado como patrimônio arquitetônico campineiro (projeto que saiu da prancheta de Ramos).

O escritório também foi responsável pela execução de muitas outras obras importantíssimas na cidade. Como os prédios da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC); da charmosa Igreja de Nossa Senhora das Dores, na Rua Maria Monteiro; do Seminário Diocesano da Avenida Da Saudade; do Hotel Términus(sede atual do Magazine Luiza), da Fábrica de Chapéus Cury, no Guanabara. Verdadeiras pérolas da engenharia campineira da primeira metade do século passado.

Na região, Hoche comandou a construção de imóveis como o prédio da Fábrica Gessy, em Valinhos; o Cine e Hotel Cacique, em Americana; a Santa Casa de Rio Claro, o Edifício José Kauffmann,  Edifício Regina(1946), na Rua Thomaz Alves,  Edifício Piratininga(1946), na Rua César Bierrenbach, Edifício R. Monteiro, na Rua Barão de Jaguara, Galeria Trabulsi(1948), entre muitos outros.

Casou-se com a Sra. Gracília Andrade Duarte Segurado, nascida em 03 de maio de 1896 e falecida em 04 de setembro de 1987, filha do Dr. Raphael de Andrade Duarte e de D. Maria Alves Pinto Duarte. Deste matrimônio nasceu:

** 1- Milton Duarte Segurado, nascido em 07 de janeiro de 1923 e falecido em 14 de janeiro de 2008.  Milton, cursou o Colégio Culto à Ciência e formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais, pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, em 1949.  Foi professor de Introdução ao Estudo do Direito, em São João da Boa Vista e Bragança Paulista. Professor universitário e escritor.  Foi secretário na Academia Campinense de Letras, em 1956. Em 1964, entregou diversas cartas endereçadas a seu avô, Raphael Andrade, que foi Prefeito de Campinas à Academia Campinense de Letras.

 Era membro da Academia Piracicabana de Letras. Publicou poesias e artigos sobre música em diversos jornais. São de sua autoria os livros: “Sótão”, poesias, 1958; “Ecumênica”, versos ,  1969; “Artur Segurado – Um Educador”, vol.18 de Publicações da Academia Campinense de Letras, 1968; “O Direito no Brasil”, 1972; “Campinas em Soneto”, 1985; “Introdução ao Direito”, 1979, etc.  Casou- se com a Sra. Marlene Maria Santos, falecida em 10 de setembro de 2013, a0s 78 anos.

** 1.2- Rubens Duarte Segurado, falecido em 24 de abril de 2012, aos 87 anos, casado com Leda Apparecida Cantúsio Segurado;

** 1.3- Maria Lucila (Lúcia) Segurado Otero, casada com Nelson Rodríguez Otero (16.03.1929-17.08.2007);

** 1.4- Odete Segurado Camargo, casada com Jenner Tosetti Camargo, filho de Maria Tosetti Camargo e Rubens da Silva Camargo;

** 1.5- Maria Regina Duarte Segurado.

———

*2- Lavoisier Neger Segurado, casou-se com Virgínia Falchi Trinca, filha de Lúcia (Luzia) Falchi e José Trinca;

——–

*3- Danton Neger Segurado, falecido em 04 de dezembro de 1943, aos 47 anos, casado com Marta Segurado. Deste matrimônio nasceu:

** 3.1.- Alcides;

** 3.2.- Elza;

———————-

*4-  Moacyr Neger Segurado, falecido em 03 de fevereiro de 1968, foi Secretário da Diretoria dos Bancários de Campinas,  casado com Elza Silva Segurado, falecida em 23 de fevereiro de 1970, filha de José Aurélio Silva, prefeito em Orlândia e Ambrosina Melo Silva.

Deste matrimônio nasceu:

**4.1. – Aglaê Silva Segurado, nascida em 10 de maio de 1927 e falecida em 13 de junho de 1982;

** 4.2 – Marília;

** 4.3 – Gislaine;

** 4.4 – Maria do Carmo;

** 4.5 – Maria Elizabeth;

———————————-

* 5- Profa. Thomyris Segurado Nogueira, foi também funcionária do Instituto Biológico, casada com Fausto Agalmo Nogueira;

———————————————-

*6- Cid Neger Segurado, foi funcionário do Banco do Brasil, casado com Norma Apparecida Vivona, filha de Laura Fiorilla Vivona e Francisco Vivona. Deste matrimônio nasceu:

** 6.1. – Arcíla Apparecida, nascida em 03 de novembro de 1937 e falecida em 14 de maio de 1938, com 06 meses.


* 2- Vergniaud Neger (26.09.1873-12.07.1963), batizad0 em 02 de fevereiro de 1875, engenheiro e inspetor da Cia Mogyana, casou-se em 11 de novembro de 1905, com Anna Gertrudes (Anninha) Anderson Neger, nascida em 21 de novembro de 1884 e faleceu em 02 de dezembro de 1931, filha de Pedro Abrahão Anderson e de  Esmeralda Ambrosina Fragoso Anderson. Anninha estudou nos EUA e teve uma educação privilegiada. 

 

Vergniaud Neger, Hoche Neger e Ottília Penteado.jpg

Registro de batismo de Vergniaud Neger, Hoche Neger.

 

Deste matrimônio nasceu:
** 1- José;

** 2- Margarida (18.03.1909-26.05.1989), casada com Theodoro Augusto Pádua e Castro;

** 3- Elzira, falecida em 06 de agosto de 1999, casada com Floriano Peixoto Midon, falecido em 01 de novembro de 1983, filho de Henrique Gaspar Midon e Isaura Rocha Midon;

** 4- Oswaldo(23.06.1911-22.04.1913, vitimado por coqueluche);

** 5- Zuleika (04.09.1912-02.04.1913, vitimado por coqueluche);

Zuleika e Oswaldo Neger.jpg

** 6- Oswaldo (16.08.1913-11.10.1993);

** 7- Jayme (11.06.1915-23.02.1939), cirurgião-dentista, casado com Apparecida Toledo Castro;

** 8- Ilze (17.01.1924-12.09.2008), casada com João Marques (21.10.1915-05.05.2000), filho de João Benedito Marques e Luzia D’Avila Marques;

Vergniaud Neger e Anna Gertrudes Anderson.jpg

Registro de casamento de Vergniaud e Anna Gertrudes

————————————————————————–

  • 2- Hoche Neger, nascido em 04 de setembro de 1874 e batizado em 02 de fevereiro de 1875;

*4- Barnave Neger, nascido em 01 de março de 1876, batizado em 08 de setembro de 1877.

Barnave Neger.jpg

Barnave

Era gerente Banco Commercial de Itatiba e da Casa Queiroz Ramos, em Santos. Casou-se com Maria Augusta de Mello Neger.

Deste matrimônio nasceu:

** 1- Lucilla Neger Meissner, falecida em 24 de julho de 1929, aos 23 (ou 25?), casada com Otto Meissner;

25 DE JULHO DE 1929 - PAG. 5.jpg

Insira uma legenda

** 2- Rubens Neger, falecido em 27 de fevereiro de 1995;

** 3- Barnave Filho, falecido em 1977, casado com Henriqueta Martins, falecida em 18 de agosto de 2002, aos 92 anos, pais de Flávio e Herci Neger;

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: