Yolanda Smânio Franceschini

Todos os posts com a tag Yolanda Smânio Franceschini

Olívio Franceschini

Publicado 01/04/2017 por lcs2308

Olívio Franceschini, nasceu na cidade de Cordeirópolis, em 07 de abril de 1909. Filho de João Franceschini e Amália Demo Franceschini.

Irmão de * Abílio Franceschini, falecido em 26 de outubro de 1952, aos 41 anos, casado com a Profa. Mafalda Smânio (1911-2011); * Deolindo Franceschini, casado com Adelaide Mancini; * Palmiro Franceschini, casado com Ida Duarte; * Leandro Franceschini, casado com Olga Dimarzio e * Waldemar, casado com Irma Frigeri, falecida em 12 de março de 1959, aos 36 anos.
Passou sua infância, na cidade de Limeira, com os pais, que trabalhavam na lavoura de laranja e café. Com o decorrer dos anos mudou-se para a cidade de Sumaré, antiga Rebouças e como lavrador percorreu, posteriormente, os passos de seus pais na cidade de Jacuba (Hortolândia), distrito de Rebouças (Sumaré). Passado algum tempo foram para Hortolândia, onde fincaram as estacas na lavoura com plantação de algodão, milho, etc.
Foi pecuarista, produtor de lei, sendo sempre a sua propriedade que sedia o leite para as crianças das poucas escolas rurais existentes. Olívio Franceschini estava presente para estender as mãos, principalmente, às professoras que desciam na estação ferroviária, antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro em Hortolândia, para serem levadas por uma charrete cedida por ele com um funcionário da fazenda para que chegassem às escolas rurais.
Embora já adoecido, em toda a sua trajetória de vida foi considerado um baluarte para a emancipação de Hortolândia. Olívio sempre esteve ligado aos eventos das poucas igrejas de Hortolândia, independente de religiões, mas com o único intuito de humildemente estender as mãos para os que dele necessitassem.
Casou-se com Yolanda Smânio Franceschini, nascida em 13 de abril de 1908 e falecida em 10 de dezembro de 1991, filha de Luiz Smânio e Maria Paschoalina Brandini Smânio, deste matrimônio nasceu: Licurgo Franceschini, Ana Maria Franceschini e João Smânio Franceschini.
O seu filho João foi vereador por Hortolândia, e duas vezes prefeito de Sumaré quando Hortolândia ainda era distrito de Sumaré. Foi o seu filho, como vereador e, principalmente, como prefeito por duas vezes que trouxe para Hortolândia as grandes indústrias como IBM, Cobrasma, Braseixos, Dow Corning e tantas outras. Além disto, também abriu e asfaltou uma estrada, hoje chamada Avenida da Emancipação, ligando a sede do distrito de Hortolândia à estrada de Monte Mor, hoje SP 101, onde se situa o trevo de entrada para Hortolândia, cujo nome sugerido, por meio da apresentação desta propositura, é o de Olivio Franceschini.
Olívio passou pela vida com honestidade e trabalho sempre trabalhando em prol dos interesses da comunidade. No final de sua vida, devido às doenças que o cercavam foi residir para melhor ser atendido ao lado de sua filha que residia em Campinas, vindo a falecer aos 10 de outubro de 1981.

%d blogueiros gostam disto: